BENDITOS SEJAM OS DIREITOS HUMANOS!

No último dia 10 deste mês, dezembro de 2018, celebramos os 70 anos da existência da Declaração Universal dos Direitos Humanos assinada pelos países que compõe a ONU – Organização das Nações Unidas, entre eles o nosso Brasil

Esses direitos de cada um de nós, os seres humanos sem distinção, estão reproduzidos em Constituições de muitos países. Aqui, no nosso país também. Em nossa Constituição Federal de 1988, estão elencados  – principalmente, mas não só –  no Título II, ” Dos Direitos e Garantias Fundamentais“, artigos 5º ao 17.

São direitos importantíssimos para toda a Humanidade, os quais deveremos defender com todo vigor. Pela paz e justiça social. Por algumas vezes, caro(a) leitor(a), já me referi a eles neste blog:

https://blogdaines.wordpress.com/2016/04/03/o-que-sao-direitos-humanos/

https://blogdaines.wordpress.com/2014/12/10/declaracao-universal-dos-direitos-humanos-adotada-pela-onu-em-10-de-dezembro-de1948/

https://blogdaines.wordpress.com/2015/07/25/deveres-humanos-e-direitos-humanos-duas-declaracoes-universais-complementares/

Então, para não ser repetitiva, trago agora para quem desejar ouvir, em vez de ler, o texto integral da Declaração nesta bela gravação:

 

 

E, para informá-lo melhor, caro(a) leitor(a) desde já adianto-lhe que nós, os brasileiros, não estamos respeitando a contento os direitos humanos de todos, infelizmente. Estamos reprovados nessa matéria, haja vista o obsceno número de assassinatos pelo país: 63.880 mil!! no ano de 2017:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-08/brasil-bate-recorde-de-mortes-violentas-em-2017

Recentemente, entre os dias 05 a 12 de novembro deste ano de 2018, recebemos a visita de uma delegação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) que, realizou inúmeras reuniões com representantes de nossas altas Instituições, bem como ouviram depoimentos de vítimas de violações de direitos humanos e seus familiares. Essa foi a segunda visita dessa delegação no Brasil. A primeira realizou-se no ano de 1995.

É de suma importância o conhecimento, por todos nós, do relatório das Observações preliminares da visita in loco da CIDH ao Brasil. Estas observações preliminares serão, futuramente, complementadas por ocasião da publicação do Relatório Final dentro de alguns meses.

Para seu conhecimento e leitura desse documento, bastará dar um clique no link abaixo indicado. São quarenta e três páginas:

http://www.pt.org.br/wp-content/uploads/2018/11/cidh_observprelpor_brasil.pdf

Bem, eu gostaria de estar mais contente para escrever este último post do ano. Porém, ao contrário, estou preocupada com a miséria que se alastra pelo nosso país. Basta dar uma volta pelas ruas de nossas cidades, para constatar o aumento do número de pessoas que estão morando ao relento. Um horror! Há um desemprego avassalador.

E não estou nada otimista com nosso futuro. Não creio no novo governo eleito. Já deu mostras de seu escárnio pelos direitos humanos. Oxalá haja oposição ao governo, tanto no Parlamento como também dos movimentos e das organizações sociais, que seja firme e consiga reverter eventuais más intenções do governo frente às políticas públicas.

Finalizando, quero desejar a você caro(a) leitor(a), uma tranqüila Noite de Natal e muita saúde, alegria, paz e harmonia no próximo ano de 2019. E muita esperança!

Pesquisei umas belas palavras para oferecer a você neste final de ano, e encontrei esta singela oração da qual gostei muito!

 

ORAÇÃO PARA PEDIR O BOM HUMOR, de Tomás Morus (1478-1535)

 Dá-me, Senhor, uma boa digestão

e algo também para digerir.

Dá-me a saúde do corpo

e bom humor para conservá-la.

Dá-me, Senhor, uma alma santa,

que entesoura tudo o que é bom e puro,

para que eu não me assuste diante do pecado,

e, ao me esbarrar com ele,

trabalhe para novamente pôr as coisas no lugar.

Dá-me, Senhor, uma alma que não conheça o tédio,

nem resmungos, suspiros e/ou queixas.

Também não permitas que me preocupe demais

com essa “coisinha” tão absorvente que se chama “eu”.

Dá-me, Senhor, o senso do ridículo.

Concede-me, Senhor, a graça de compreender uma piada e uma brincadeira,

para experimentar na existência um pouco de alegria

e saber comunicá-la aos outros.

Amém!

 

(extraída do livro ” As orações da Humanidade – Das tradições religiosas do mundo inteiro “, organizado por Faustino Teixeira e Volney J. Berkenbrock, Editora Vozes, 2018)

Para alegrar-nos um pouco, trago aqui uma linda ” Cantata para um bastidor de utopias – Ainda Cabe Sonhar “, do grupo teatral Cia. do Tijolo. Recortei um emocionante ato ao vivo realizado frente ao Teatro Municipal da cidade de São Paulo, ao final da campanha eleitoral, em 23 de outubro de 2018.

 

 Inês do Amaral Büschel, 23 de dezembro de 2018.

LULA LIVRE! LULA INOCENTE! LULA PRESO POLÍTICO!

Anúncios