junho 13

A MÚSICA NA VENEZUELA: maestros José Antonio Abreu e Gustavo Dudamel

Memorial da América Latina

Certa vez, lá pelo final da década de 60, um amigo perguntou-me se eu me sentia latino-americana. Sim, respondi-lhe: mameluca e latino-americana é como me sinto, mesmo sem renegar meus ancestrais germânicos, claro. Mas, identifico-me primeiro como brasileira e, portanto, latino-americana. Nunca me passou pela cabeça identificar-me com o povo europeu, embora tenha todo respeito para com eles. Isso para mim é uma questão de fundo cultural: li cordéis nordestinos e Castro Alves, muito antes de ler Fernando Pessoa ou Goethe. Tanto que em minhas poucas viagens internacionais, interessei-me primeiro por conhecer os EUA, Canadá, Argentina, Chile, México, Cuba e Venezuela. Só depois fui visitar a Europa.Com essa afirmação acima, quero dizer que fico sempre muito emocionada com o aprimoramento cultural e político dos povos latino-americanos. E, no ano de 2009, fiquei muito contente ao ler uma notícia de jornal que dizia assim:

“ÁLBUM CAPTA ENERGIA DE JOVEM REGENTE: O mais festejado fenômeno de música erudita na atualidade vem da América do Sul. A Orquestra Sinfônica Jovem Simon Bolívar, da Venezuela, e seu jovem e carismático regente, Gustavo Dudamel, recebem aplausos e louvores por onde passam. Em meio à já prolongada crise do mercado fonográfico, com um cenário em que os grandes selos cortam investimentos e reduzem lançamentos, orquestra e maestro têm o raro privilégio de gravar peças consagradas.”

CD Gustavo Dudamel

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u547781.shtml

A partir dali fui em busca de mais informações e descobri que tudo começou pela atitude de um cidadão venezuelano, o professor de regência Sr. José Antonio Abreu, que no ano de 1975, criou a Fundação El Sistema que buscou criar orquestras infantis e juvenis pelo território venezuelano, especialmente nas localidades mais carentes. A organização dessas orquestras serve como um mecanismo de inclusão social, utilizando a música clássica como meio de integração. Essa iniciativa compreende um conjunto de mais de cento e oitenta conservatórios musicais. E o jovem maestro Dudamel emergiu dessa rede de educação musical, como muitos outros músicos de sucesso.

Valerá assistir a um discurso feito pelo maestro Abreu por ocasião do recebimento de um prêmio pra lá de merecido. Clique no endereço abaixo e conheça esse cidadão que não vive em vão:http://www.ted.com/talks/lang/por_br/jose_abreu_on_kids_transformed_by_music.html

Feliz do povo soteropolitano que terá o privilégio de assistir ao vivo, no Teatro Castro Alves, o maestro Dudamel, regendo a orquestra Simón Bolívar nesta próxima quarta-feira, dia 15!

http://ibahia.com/impressao/noticia/orquestra-simon-bolivar-se-apresenta-pela-primeira-vez-no-brasil/

O jovem maestro Dudamel e a Orquestra Simón Bolívar, estarão se apresentando em São Paulo ainda neste mês de junho.  Primeiro participarão da Temporada Internacional de Paulínia, no Teatro Municipal daquela cidade, no dia 17 de junho. Depois, nos dias 19, 20 e 21, se apresentarão na Sala São Paulo/Sociedade de Cultura Artística, aqui na Capital. Se você tiver interesse em conhecê-los há um nº de telefone do Televendas: (11) 3258-3344.

Filme

No sábado passado, dia 05 de junho, às 16 hs tive o prazer de assistir na TV Cultura (SP) ao documentário que foi feito sobre como funciona o “El Sistema”. É algo que merece ser visto por todos. Caso você se interesse em assisti-lo poderá fazê-lo, pois foi distribuído em DVD e em Blu-Ray.  O filme, lançado no ano de 2009, foi feito por Paul Smaczny e Maria Stodtmeier, em co-produção da EuroArts Music International GmbH, ARTE France, NHK e SF.

Há muitos artigos escritos sobre esses músicos tão importantes para o mundo, tanto José Antonio de Abreu como o Gustavo Dudamel. Se desejar ler mais um texto, bastará clicar no endereço a seguir:

http://bravonline.abril.com.br/conteudo/musica/gustavo-dudamel-maestro-era-youtube-537519.shtml

E, para ter uma amostra grátis do talento e alegria do jovem maestro Dudamel, clique nos endereços abaixo e divirta-se:

http://www.youtube.com/watch?v=ODTvG89mCCg&NR=1

http://www.youtube.com/watch?v=8NQ0oTMeEu8&feature=related

Há, na Venezuela, um dito popular que diz: “Para adelante, como los elefantes!”. Essa expressão traduz bem a nossa “Prá frente que atrás vem gente!”.

É o que nos cabe diante de tanta coisa a ser feita para melhorar as condições de vida do sofrido povo latino-americano que, desde a conquista das Américas pelos povos europeus há pouco mais de 500 anos, vem sendo espoliado pelos senhores do Universo, sejam eles hoje estrangeiros ou nativos que adoram acumular riqueza.

Inês do Amaral Büschel, em 13 de junho de 2011.

Anúncios